terça-feira, 30 de novembro de 2010

Lapidação de Diamantes - Historia de AVI

Lapidação de Diamantes
 
 
Por Dr. Abraham Twerski
índice
 
Todos têm dentro de si um diamante de um milhão de dólares. Precisamos apenas lapidar as imperfeições para encontrá-lo.
A Mishná (Ética dos Pais 4:3) nos ensina: [Ben Azzai] estava acostumado a dizer: "Não zombem de pessoa alguma, e não desdenhem de alguma coisa, pois não há pessoa sem sua hora, e não há coisa sem seu lugar."
O Rebe Shalom Dov de Lubavitch demonstrava grande afeição pelas pessoas simples. Certa vez, um chassid que era mercador de diamantes perguntou ao rabino quais virtudes ele via nessas pessoas sem instrução.
O rabino perguntou ao chassid se por acaso ele tinha consigo algumas de suas mercadorias, e o negociante mostrou-lhe um pacote de diamantes. O rabino apontou para uma pedra grande e disse: "Este de fato é um belíssimo diamante."
O chassid sorriu. "Não, Rabino" – disse ele – "este está cheio de defeitos."
"Mas é mais bonito que as outras pedras" – disse o rabino.
O chassid explicou: "Por acaso é maior que os outros, mas devido aos seus defeitos, que podem ser vistos com uma lupa, vale muito menos. Veja aqui" – continuou – "esta é uma pedra menor, que pode não parecer tão brilhante quanto as grandes, mas é perfeita, e muito valiosa. Veja, Rabino, para conhecer o valor dos diamantes é preciso ser um especialista."
"Entendo" – disse Rabino Shalom Dov – "mas o mesmo é verdade sobre conhecer o valor das pessoas, onde também se deve ser um expert.’
A pedra de um milhão de dólares
Há muitos anos, pude avaliar a verdade das palavras do rabino. Eu tinha começado um projeto em Israel para reabilitar ex-condenados que tinham se afastado da lei devido a sua necessidade de sustentar seus hábitos com as drogas. Ao encontrar o primeiro grupo, tentei enfatizar que pessoas com um bom senso de auto-estima têm menor probabilidade de fazer coisas que as possam prejudicar, assim como alguém que possui um belo automóvel novo toma cuidado para não amassá-lo ou arranhá-lo.
Nesse ponto, um dos clientes me interrompeu, exclamando: "Você espera que eu tenha um senso de auto-estima? Tenho 34 anos, e passei 16 anos de minha vida na prisão, tendo sido condenado oito vezes. Quando saio da cadeia, ninguém quer contratar-me por causa de minha folha corrida, e não consigo arrumar um emprego para sustentar-me. Quando minha família é informada de que serei libertado da prisão, eles ficam preocupados. Sou um fardo e motivo de constrangimento para eles. Tenho certeza de que preferiam me ver morto! Como posso ter auto-estima quando todos no mundo me consideram um inútil, e nada além de excesso de bagagem da qual gostariam de se livrar?"
Fiquei chocado pelo desespero e pela aparente verdade contida nas suas palavras, mas disse: "Avi, você já viu uma vitrine de joalheria? Ali existem diamantes que valem milhares de dólares. Você sabe como é a aparência desses diamantes quando são extraídos da mina? Parecem pedaços de vidro sujos, feios, sem brilho e sem valor. Alguém que os julgasse pela aparência os jogaria fora sem pensar. No entanto, há um especialista que examina a rocha, e talvez apanhe uma dessas pedras "sem valor" e diz: ‘Oba! Acho que esta aqui vale um milhão de dólares!"
Um observador diria: ‘Jogue fora aquele pedaço de lixo e lave suas mãos.’ Mas o especialista diz: ‘Espere, vamos ver o que temos aqui.’ Ele então atira a pedra suja no processador da fábrica, e por fim aparece um diamante estonteante, capaz de cegar uma pessoa com seu brilho. Obviamente, não existe uma maneira de alguém colocar tamanha beleza numa pedra suja, O que o processador fez foi lapidar as camadas que ocultavam a beleza, e apenas expor o que estava escondido.
"Avi" – disse eu – "você está dizendo que não tem valor. Sou o especialista que pode ver o diamante precioso dentro de você. Se ficar conosco, nós o ajudaremos a revelá-lo."
Avi permaneceu em tratamento durante três meses, depois foi para uma "casa de transição", conseguiu um emprego e continuou a trabalhar por sua recuperação. Por fim, mudou-se para viver independente.
Um dia Anette, administradora da casa de adaptação, recebeu um chamado de uma família cuja mãe idosa tinha morrido e deixado um apartamento repleto de mobília para a qual eles não tinham utilidade. Queriam doá-la para a casa. Anette chamou Avi para ver se ele encontrava uma forma de retirar a mobília, e Avi disse que arrumaria um caminhão e cuidaria de tudo.
Dois dias depois, Avi telefonou para dizer que levara o caminhão, mas no apartamento tinha visto que a mobília estava velha e estragada, não podendo ser aproveitada. Anette disse que não podia recusar uma doação, e que ele a levasse mesmo assim.
Avi carregou o caminhão, e descarregou tudo na casa de transição. Estava subindo as escadas arrastando um sofá velho e quebrado quando caiu das almofadas um envelope com 5.000 shekels (cerca de 1800 dólares). Avi já tinha furtado bolsas e arrombado casas por menos de dez shekels. Aqui ele tinha em mãos 5.000 shekels, de cuja existência ninguém mais sabia. Não sendo muito versado em Lei Judaica, ele poderia facilmente ter pensado que a lei de "achado não é roubado" se aplicava ali, e que não teria sido crime ficar com o dinheiro.
Avi chamou a família para relatar seu achado. Eles agradeceram, e sugeriram que o dinheiro fosse doado à casa de transição.
Tempos depois, encontrei Avi e disse: "Eu não falei que havia um belo diamante escondido dentro de você? Quantas outras pessoas honestas teriam simplesmente embolsado o dinheiro sem falar uma palavra a respeito? Seu diamante realmente brilha, Avi."
Numa subseqüente viagem a Israel, Anette mostrou-me uma placa que Avi tinha afixado na porta da casa de transição: Está escrito: CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DIAMANTES
Rebe Shalom Dov entendia bem a Mishná. Não há pessoa que deva ser menosprezada. 
Você precisa apenas ser um especialista.

CADA PESSOA É COMO UM DIAMANTE QUE PRECISA SER LAPIDADO







A lapidação é um trabalho que exige sabedoria, precisão e paciência.
Cada pessoa é um diamante, que vem ao mundo em estado bruto: o trabalho de todos nós é descobrir como se lapidar para se transformar numa pedra preciosa de grande valor.
Nascemos e crescemos com determinadas características : mais explosivos, mais impacientes, tímidos, egoístas, intolerantes, malvados, irritadiços, medrosos ou impulsivos.
No decorrer da vida, muitas pessoas , situações e acontecimentos participam ativamente desse processo de lapidação: os pais e outros membros da família que nos influenciam , o grupo social que nos encoraja ou nos oprime, o ambiente de estudo e de trabalho que nos exige, amolda, direciona.
O que temos em excesso que precisamos abrandar ? O que nos falta que devemos desenvolver ou expandir ?
É importante reconhecer a influência ( positiva ou negativa ) das pessoas em nossa formação, mas é essencial acreditar que , na verdade, somos nós os principais responsáveis por nossa lapidação. Precisamos descobrir o poder de se modificar e buscar maneiras de viver melhor. Culpar os outros pelas próprias limitações pode ser mais confortável, mas resulta na perda da possibilidade de se construir.
É preciso que cada um pense assim : qual será o trabalho de lapidação necessário para que eu me coloque no caminho do equilíbrio interior , que vai me proporcionar paz, serenidade e força ?
Esse é um trabalho para a vida inteira : para crianças, jovens, adultos e idosos. E que ninguém se iluda : é uma tarefa cansativa e, às vezes, muito dolorosa ! Mas só ela nos permite atravessar os períodos difíceis sem nos quebrar por dentro e viver com mais alegria os períodos fáceis.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

FAMÍLIA CANTARELLI

FAMÍLIA CANTARELLI

Cantarelli é sobrenome italiano, mas as primeiras citações sobre os Cantarelli remontam a Idade Média. Informações mais concretas podem ser obtidas a partir de meados de 1600, onde se pode encontrar a familia fortemente situada na região Emilia Romagna, provincia da Reggio Emilia, Itália, onde ainda hoje, os Cantarelli situam-se, mais especificamente nas cidades de Castelnovo di Sotto, Campegine, Gattatico e outras da região. De 1882 a 1900, quando houve a imigração italiana para a América, chegaram algumas familias, que partiram das regiões citadas (via porto de Genoa, na maioria). Os Cantarelli estabeleceram-se na maioria, no Rio Grande do Sul, na região central (na volta de Santa Maria). Outros foram para a Argentina (região de Tandil) e bem poucos para o norte e nordeste.
Gaetano Cantarelli,entretanto, veio antes da Imigração oficial, em meados de 1840 e foi para Pernambuco, no Nordeste, onde hoje tem uma grande descendência de sua união com Josefa Alves da Luz, em 1847. Através de Manoel Cantarelli e familia, tem-se informações que Caetano Cantarelli, casado com Josefa Alves da Luz Cantarelli, chegou ao Brasil em 1841, antes do forte da imigração Italiana e instalou-se em Recife, Pernambuco. A descêndencia de Manoel Cantarelli vem de Caetano Cantarelli, Eneas Alves, Anibal Alves, Manoel Anibal Cantarelli. Dos que vieram para o sertão para formar fazendas destacam-se os moradores na Fazenda Calumbi, situada na margem do Rio Pajeú, em Floresta, hoje município de Itacuruba. A tradição oral, transmitida pelos mais velhos, diz que o Coronel José da Luz era cearense e de família “nobre” ou “fidalga” daquele Estado e que tinha vindo para o Pajeú na 1ª metade do século XIX, aqui casando-se com Mariana, filha de fazendeiros.Parece ter chegado em Floresta entre 1817 e 1838 quando a Província do Ceará enfrentava movimentos revolucionários de maior importância histórica. Não se sabe ao certo se era Coronel da Guarda Nacional, criada em 1831 ou de alguma milícia, pois as fontes de informações são verbais, obedecendo à tradição oral de alguns descendentes. Sabe-se que gozava de alto conceito entre os seus descendentes que o descreviam como personagem de referência e destaque social na formação básica de sua família.
Segundo Magno José de Sá Araújo em seu livro sobre as famílias sertanejas da genealogia pernambucana, Caetano Di Cantarelli e Josefa Alves da luz casaram-se no Oratório Privado da Fazenda de José Alves da Luz. O casamento foi celebrado pelo Vigário Damaso D'Assunção Pires. A Certidão de Casamento foi conseguida através de Nivaldo Alves de Carvalho e Neide Rejane de Menezes Cantarelli. O livro onde consta o registro do casamento está, por questão de segurança, no IAHGP- Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano ( Livro de Casamentos n. 03, folha 74v. da Fazenda Grande, freguesia de Floresta-PE). Em Belém do São Francisco, Flores, Cabrobó e Floresta encontam-se representantes dessa família, inclusive em Terra Nova, Salgueiro e Parnamirim onde se dedicam à política, ao comércio e aos serviços públicos.


Fonte: http://www.webartigos.com/articles/38206/1/FAMILIA-CANTARELLI/pagina1.html#ixzz161niQxJC

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

o caminho da perfeicao

O Caminho da Perfeição
Presidente Thomas S. Monson
Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência
Apliquem quatro virtudes específicas e bem-sucedidas em sua vida. São elas: uma atitude de gratidão; um desejo de aprender; uma devoção à disciplina; e uma disposição para o trabalho.
A nossa presidência das Moças falou muito bem, não é mesmo? Apóio e endosso tudo o que ouvi dessas mulheres esplêndidas no dia de hoje. Elas são verdadeiras servas de nosso Pai Celestial e declararam Sua santa palavra.
"A felicidade", escreveu o Profeta Joseph Smith, "é o objetivo e propósito de nossa existência e também será o fim, caso trilhemos o caminho que conduz a ela. E essa senda é a virtude, retidão, fidelidade, santidade e obediência a todos os mandamentos de Deus."1
Mas como alguém encontra esse caminho e, ainda mais, como alguém permanece nesse caminho que leva à perfeição?
No clássico de Lewis Carroll,Alice no País das Maravilhas,Alice se vê chegando a uma encruzilhada, com dois caminhos diante dela, ambos se estendendo para algum lugar, mas em direções opostas. Ela se vê diante do Gato Risonho a quem pergunta: "Que caminho devo tomar"?
O gato responde: "Isso depende do lugar aonde quer chegar. Se não sabe para onde quer ir, então pouco importa o caminho que irá tomar"!2
Ao contrário de Alice, cada uma de vocês sabe para onde quer ir. O caminho que querem tomarimporta,porque o caminho que irão tomar nesta vida as levará para a senda que irão tomar a seguir.
Uma alegre canção popular, muito antiga, contém uma linha provocativa: "Se desejar faz com que isso aconteça, então continue a desejar e seus problemas se desvanecerão". Uma outra fórmula para o fracasso vem de uma canção mais recente: "Não se preocupe, alegre-se"!
Nosso tema para esta noite: "Permanecei em Lugares Santos" é mais adequado. Gosto, também, das palavras seguintes: "Permanecei em lugares santose não sejais movidos (. . .)".3
O Presidente George Albert Smith, o oitavo presidente da Igreja, exortou: "Coloquemos nossos pés na rodovia que leva à felicidade e vida eterna, não apenas ocasionalmente, mas todos os dias e todas as horas, porque se ficarmos do lado da linha em que o Senhor estiver, se permanecermos sob a influência de nosso Pai Celestial, o adversário não poderá sequer tentar-nos. Mas se nos movermos para o território do demônio (. . .) ficaremos infelizes e essa infelicidade aumentará com o passar dos anos a menos que nos arrependamos de nossos pecados e nos voltemos para o Senhor".4
Ao falar aos rapazes do Sacerdócio Aarônico, menciono, com freqüência, o conselho de um pai ao filho precioso: "Se você descobrir que está onde não deveria estar, saia imediatamente"! A mesma verdade é aplicável a vocês, moças presentes a este Centro de Conferências e a vocês reunidas em capelas por todo o mundo.
Sempre senti que quando tratamos de generalidades, dificilmente seremos bem-sucedidos; mas quando tratamos de coisas específicas, dificilmente fracassaremos. Exorto-as, portanto, a aplicarem quatro virtudes específicas e bem-sucedidas em sua vida. São elas:
1. Uma atitude de gratidão;
2. Um desejo de aprender;
3. Uma devoção à disciplina; e
4. Uma disposição para o trabalho.
Primeiro,uma atitude de gratidão.No livro de Lucas, capítulo 17, lemos o relato dos dez leprosos. O Salvador, ao viajar rumo à Jerusalém, atravessou a Galiléia e a Samaria e passou por uma certa aldeia onde Se encontrou, nos arredores da cidade, com dez leprosos que foram obrigados, devido à sua condição, a viverem separados dos demais moradores. Eles "pararam de longe" e levantaram a voz: "Jesus, Mestre, tem misericórdia de nós".
O Salvador, com grande compaixão e amor por eles, disse: "Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes". E quando foram, descobriram que estavam curados. As escrituras nos contam que:
O Salvador respondeu: "Não foram dez os limpos? E onde estão os nove? Não houve quem voltasse para dar glória a Deus senão este estrangeiro? E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou".5
Mediante intervenção divina, aqueles leprosos foram poupados de uma morte lenta e cruel, recebendo um novo período de vida. A gratidão expressa por um deles mereceu a bênção do Mestre, mas a ingratidão dos outros nove desapontou o Senhor.
As pragas de hoje são como a lepra de antigamente. Elas custam a sarar, debilitam e destroem. São encontradas em toda parte. Sua disseminação não conhece fronterias. Nós as conhecemos como orgulho, cobiça, indulgência, crueldade e crime, para citar apenas algumas.
Em uma conferência regional, o Presidente Gordon B. Hinckley declarou: "Vivemos em um mundo tão sujo. A sujeira está em todo lugar. Está nas ruas. Está na televisão. Está nos livros e nas revistas. É como uma grande inundação, feia, suja e má, envolvendo o mundo. Temos que nos elevar acima dela.(. . .) O mundo está perdendo seus padrões morais. Isso só pode trazer sofrimento. O caminho para a felicidade depende de se voltar a ter uma vida familiar sólida e da observância de padrões morais; o valor disso vem sendo provado através dos séculos".6
Se seguirmos o conselho do Presidente Hinckley, poderemos tornar esta época um período maravilhoso para se viver na Terra. Nossas oportunidades são ilimitadas. Há muitas coisas certas, como professores que ensinam, amigos que ajudam, casamentos que dão certo e pais que se sacrificam.
Sejam gratas por sua mãe, seu pai, sua família e por seus amigos. Demonstrem gratidão por suas professoras na Organização das Moças. Eles os amam, oram por vocês, servem-nas. São preciosas à sua vista e à vista de seu Pai Celestial. Ele ouve suas orações. Ele estende a vocês Sua paz e Seu amor. Fiquem próximas Dele e de Seu Filho, e não caminharão sozinhas.
Segundo,um desejo de aprender.
O Apóstolo Paulo disse a Timóteo: "Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis (. . .)".7
O Presidente Stephen L. Richards, que foi conselheiro na Primeira Presidência há muitos anos, era um grande pensador. Ele disse: "A fé e a dúvida não podem coexistir na mente ao mesmo tempo, porque uma repele a outra". Meu conselho é que busquem a fé e afastem a dúvida.
O Senhor aconselhou: "Nos melhores livros buscai palavras de sabedoria; procurai conhecimento, sim, pelo estudo e também pela fé".8
Podemos encontrar a verdade nas escrituras, nos ensinamentos dos profetas, nas instruções de nossos pais e na inspiração que vem a nós ao dobrarmos nossos joelhos e buscarmos a ajuda de Deus.
Devemos ser fiéis aos nossos ideais, porque os ideais são como as estrelas: não podem tocá-las com as mãos, mas ao segui-las chegarão ao seu destino.9
Muitas de suas professoras estão com vocês aqui, esta noite. Confio que cada professora se encaixe na descrição que fizeram de uma delas: "Ela cria na sala de aula um ambiente em que o calor humano e a aceitação transmitem um encanto mágico, onde o crescimento e o aprendizado, o vôo da imaginação e o espírito dos jovens estejam sempre seguros."10
Terceiro, falemos a respeito deuma devoção à disciplina.
Nosso Pai Celestial deu a cada um de nós o poder para pensar e raciocinar e decidir. Com tal poder, a autodisciplina torna-se uma necessidade.
Cada um de nós tem a responsabilidade de escolher. Talvez perguntem: "As decisões são realmente importantes?" Digo-lhes que as decisões determinam o destino. Vocês não podem tomar decisões eternas sem conseqüências eternas.
Vou dar-lhes uma fórmula simples pela qual podem medir as escolhas com que se defrontam. É fácil recordá-la: "Não se pode estar certo fazendo o que é errado nem se pode estar errado, fazendo o que é certo". Sua consciência as adverte como um amigo antes de nos punir como um juiz.
O Senhor, em uma revelação dada por intermédio de Joseph Smith, o Profeta, aconselhou: "E aquilo que não edifica não é de Deus e é trevas. Aquilo que é de Deus é luz."11
Algumas pessoas tolas voltam as costas para a sabedoria de Deus e seguem a sedução da moda volúvel, a atração da falsa popularidade e a emoção do momento. É preciso coragem para pensar o que é certo, escolher o que é certo e fazer o que é certo, pois essa rota raramente é fácil de ser trilhada, se é que alguma vez o será.
A batalha pela autodisciplina pode deixá-las um tanto magoadas e machucadas, mas sempre uma pessoa melhor. A autodisciplina é um processo rigoroso, na melhor das hipóteses; muitos de nós queremos que ela não exija esforço nem dor. Caso contratempos temporários nos aflijam, uma parte muito significativa de nossa batalha pela autodisciplina é a determinação e a coragem de tentar novamente.
Minhas queridas jovens irmãs, sei que nenhuma descrição a vocês é mais verdadeira do que a expressa pela Primeira Presidência em 6 de abril de 1942: "Quão gloriosas e próximas dos anos é a juventude pura; esta juventude tem uma alegria inexprimível aqui, e felicidade eterna no além".12
A vida eterna no reino de nosso Pai é sua meta, e a autodisciplina certamente será necessária se planejam alcançá-la.
Finalmente, que cada um de nós cultiveumadisposição para o trabalho.O Presidente J. Reuben Clark, que foi conselheiro na Primeira Presidência há muitos anos, disse: "Acredito que estamos aqui para trabalhar, e acredito que não existe maneira de fugir disso. Creio que não conseguimos colocar esse desejo em nosso cérebro tão rápido como deveríamos. Precisamos trabalhar se quisermos ser bem-sucedidos ou se quisermos progredir. Não há outra maneira".13
"Nossa lei é trabalhar, trabalhar"14é mais do que uma frase de um hino favorito; é um chamado ao trabalho.
Talvez um exemplo ajude. A procrastinação é verdadeiramente um ladrão de tempo — especialmente quando se diz respeito ao trabalho realmente árduo. Falo da necessidade de estudar diligentemente ao se prepararem para as provas na escola e de fato, para os testes da vida.
Conheço uma estudante universitária que estava tão ocupada com as alegrias da vida estudantil, que adiou a preparação para um exame. Na véspera, à noite, ela percebeu que já era tarde e que não havia se preparado. Ela racionalizou,O que é mais importante — minha saúde, que requer que eu vá dormir, ou o trabalho fatigante de estudar?Bem, creio que podem adivinhar o resultado. O sono venceu, o estudo fracassou e o teste foi um desastre pessoal. Precisamos trabalhar.
Esta é, então, a fórmula sugerida.
1. Uma atitude de gratidão;
2. Um desejo de aprender;
3. Uma devoção à disciplina; e
4. Uma disposição para o trabalho.
Haverá momentos de desespero em toda vida e haverá a necessidade de orientação vinda de uma fonte divina, até mesmo um apelo silencioso de ajuda. Testifico-lhes, de todo meu coração e alma, que nosso Pai Celestial as ama, que está atento a vocês e que não as abandonará.
Vou narrar-lhes uma experiência pessoal e preciosa como ilustração. Durante muitos anos minhas designações levaram-me àquela parte da Alemanha que ficava atrás da Cortina de Ferro. Sob o controle comunista, as pessoas que viviam naquela área da Alemanha haviam perdido praticamente toda sua liberdade. As atividades de nossos jovens eram restritas; todas as ações eram monitoradas.
Pouco depois de ter assumido minhas responsabilidades naquela área, participei de uma das conferências mais edificantes realizadas naquela parte da Alemanha. Depois dos hinos inspiradores e dos discursos, tive a sensação de que deveria reunir-me com os preciosos jovens adolescentes na parte externa do velho edifício. Eram poucos em número, mas escutaram cada palavra que proferi. Eles estavam famintos pela palavra e pelo incentivo de um Apóstolo do Senhor.
Antes de ir para a conferência, de fato, antes de sair dos Estado Unidos, senti-me inspirado a comprar três embalagens de goma de mascar. Adquiri três sabores: menta, hortelã e frutas. Ao término da reunião com os jovens, distribui cuidadosamente duas barras de goma de mascar para cada jovem, algo que eles jamais haviam experimentado. Receberam o presente com alegria.
Os anos se passaram. Retornei a Dresden, o local da conferência que mencionei. Agora tínhamos capelas; agora o povo tinha liberdade. A Alemanha não estava mais separada por fronteiras políticas, mas tornara-se uma única nação. Aqueles jovens eram agora adultos e tinham seus próprios filhos.
Após uma grande conferência inspiradora, uma mãe e sua filha vieram falar comigo. A filha, que estava mais ou menos com a idade de vocês e que falava um pouco de inglês disse-me: "Presidente Monson, recorda-se de ter realizado uma rápida reunião de jovens após uma conferência de distrito muito tempo atrás, onde o senhor deu a cada menino e menina duas barras de goma de mascar"?
Respondi: "Sim, claro que me lembro".
Ela prosseguiu: "Minha mãe era uma das jovens a quem o senhor deu aquele presente. Ela me disse que racionou uma barra de goma de mascar cortanto-a em pedaços pequeninos. Contou-me como era doce ao paladar e como lhe era preciosa". Então, sob o olhar aprovador de sua mãe querida, ela entregou-me uma caixa pequenina. Ao abrir a tampa da caixa, deparei-me com a outra barra de chiclete, ainda em sua embalagem original quase vinte anos mais tarde. "Minha mãe e eu queremos que fique com isso", disse-me ela.
As lágrimas rolaram em meio aos abraços que se seguiram.
A mãe falou-me, então: "Antes que o senhor viesse para nossa conferência há tantos anos, eu orara ao meu Pai Celestial para saber se Ele realmente Se importava comigo. Guardei esse presente para que pudesse me lembrar e ensinar minha filha que o Pai Celestial ouve realmente nossas orações".
Seguro aquele presente diante de vocês nesta noite, um símbolo de fé e da certeza da ajuda celestial que nosso Pai e Seu Filho, Jesus Cristo, lhes darão.
Nesta noite de Páscoa, que nossos pensamentos se voltem para Aquele que expiou por nossos pecados, que mostrou-nos a maneira como viver, como orar e que demonstrou por Suas próprias ações como fazê-lo. Nascido em um estábulo, tendo como berço uma manjedoura, esse Filho de Deus, o próprio Jesus Cristo, o Senhor, nos acena para que O sigamos. "Quão doce alegria esta frase nos dá: 'Eu sei que o meu Redentor vive!'"15Em nome de Jesus Cristo. Amém.
NOTAS
1. Ensinamentos do Profeta Joseph Smith, ed. Joseph Fielding Smith (1970), pp. 255–256.
2. Adaptação deAlice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll (1992) p. 76.
3. D&C 87:8; grifo do autor.
4. Em Conference Report, abril de 1944, pp. 31–32.
5. Lucas 17:11–19.
6. Conferência Regional em Berlim, Alemanha, 16 de junho de 1996.
7. I Timóteo 4:12.
8. D&C 88:118.
9. Ver Carl Schurz, 1859, em John Bartlett, comp.Familiar Quotations,15ª ed., (1980), p. 602.
10. De Grand Street Boys Club and Foundation, citado noNew York Times.
11. D&C 50:23–24.
12. Em James R. Clark, comp.,Messages of the First Presidency of The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints, 6 vols. (1965–1975), 6:150.
13. J. Reuben Clark Jr.,Work — Work Always!BYU Speeches of the Year (25 de maio de 1960), p. 4.
14. Will L. Thompson, "Nossa Lei É Trabalhar",Hinos, nº 142.
15. Samuel Medley, "Eu Sei Que Vive Meu Senhor", Hinos,nº 70.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Licoes que aprendi quando menino...

 eu simplesmente amo esse video. Me emociono todas as vezes que eu assito. Eu compartilhei ele em uma das minhas aulas do instituto. E sempre me emociono.
Que bom que temos os profetas que nos ensinam e nos inspiram!

Abraco a todos!

http://www.youtube.com/watch?v=LQFED1tH0do&p=2AE83E7D38C39821&playnext=1&index=107

terça-feira, 2 de novembro de 2010

3 meses sem postar no blogger

Eu me esqueci completamente do meu compromisso de escrever em meu blogger.

Falta de tempo que nao foi.. porque esse acho que eu tenho de sobra.

Mas, acho que falta de compromisso...

Tanta coisa legal aconteceu que nem tenho nada especial que gostaria de postar agora.

So. vou avisar que pretendo voltar!


Minhas aulas do instituto estao maravilhosas. Os alunos estao bem empolgados. Sempre aparece um aluno novo la...

As coisas mais recentes que aconteceram..

As eleicoes no brasil --- Dilma.
uma Presidenta no Brasil! UM novo momento para a nacao, mas na verdade o mais importante eh cada um de nos criarmos uma nova vida com pessoas novas ou com as pessoas de sempre de uma maneira nova! (Roberto S) A mudanca do pais comeca na mente das pessoas!


O mesmo que eu postei no meu facebook.


Teve aqui nos EUA o Halloween e foi super animado.. quando eu puder ter as fotos eu mando para voces verem,, que belezura.


Aqui nos EUA tambem esta tendo eleicoes HOJE:
As Eleições nos Estados Unidos em 2010 serão realizadas no dia 2 de novembro de 2010. Todas as 435 vagas da Câmara dos Representantes e 37 vagas nos 100 assentos no Senado dos Estados Unidos será disputada nesta eleição, juntamente com os 38 governadores estaduais e territoriais, muitas legislaturas de estado, quatro legislaturas territorial e estadual e várias corridas locais.


Mas, nao faco a minima ideia quem sao os candidatos.


Eu comecei a fazer truffas aqui,, so tem um problema que estou comendo todas.. ficaram otimas!!


Shirley me cobrou hoje, sobre o blogger e meu deu vontade de escrever,..


Abraco!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Buscando viver de bons habitos!

Por que devemos viver de bons habitos?

De coisa ruim, esse mundo ja esta cheio. E se tem que ser um habito em nossa vida que seja bom!!!

Eu tenho um habito terrivel de comer chocolate, pronto virou um vicio. Que eh mais dificil de controlar que um habito.

Um texto sobre a importancia de ter bons pensamentos e Saude Perfeita.
Tem gente que gosta de pensamentos negativos - Pessimo habito!



Bons Pensamentos...Saúde Perfeita!




A Metafísica da Saúde


Será que as doenças são apenas de origem física? Por que temos dores e doenças que são mais comuns em uma determinada região do corpo?
Fatores como: alimentação, meio ambiente, sedentarismo, vícios e as predisposições genéticas influenciam nosso organismo, causando saúde ou doença. Mesmo assim, encontramos pessoas que são rigorosas com os bons hábitos e geneticamente beneficiadas, sofrendo de sérias doenças.
Se temos a proteção dos sistemas fisiológicos de nosso próprio organismo, por que, em um determinado momento ele muda, deixando de atribuir proteção ou alterando a produção de certas substâncias?
Existe uma influencia mútua entre corpo e mente que muitos não percebem ou ignoram, ou seja, tudo o que se passa em nosso interior, é manifestado em nosso exterior e, através de uma visão psicossomática da Metafísica da Saúde, aborda-se as causas psicoemocionais das doenças, além de orientar na identificação da verdadeira causa e na compreensão dos sinais de seu corpo antes mesmo que a doença se “abrigue”.
Mas...o que realmente é Doença de onde ela vem?
...Sustentar pensamentos negativos não nos permitirá usar nosso poder de transformar os acontecimentos desagradáveis e materializar uma vida perfeita! ...

Todos nós buscamos a felicidade, a prosperidade, a realização e, principalmente, a saúde perfeita. Porém, para obtermos tudo o que buscamos, é necessário um investimento mais amplo na nossa Evolução Interior, pois o que vivemos neste momento é apenas resultado de nossas crenças manifestadas através de atitudes, sentimentos, pensamentos e palavras.

Hoje em dia muito tem se falado sobre a origem real das doenças físicas. Entretanto, poucas pessoas entendem como isso acontece e questionam: de que modo os nossos pensamentos e sentimentos, nossas atitudes, nossa maneira de viver ou nosso jeito de ser podem realmente influenciar em nossa saúde, provocando as doenças físicas?

Sofremos, constantemente, influencia das vibrações energéticas.

Na Física Quântica está provado que a matéria é apenas uma condensação de energia, ou seja, toda matéria é feita de energia, seja ela visível ou invisível. Conseguimos visualizá-la por estarmos vibrando numa determinada freqüência. Desta forma, fica explicito que a diferença entre o “visível e o invisível” é apenas a sua freqüência vibratória, portanto, cada Ser consegue ver apenas o que sua capacidade de percepção visual lhe permite.

Todos somos um mecanismo energético, com diversas estruturas interagindo entre si, como: chakras, sons, cores, fragrâncias, enfim, uma circulação "invisível" de energia em movimento.

As doenças são "sujeiras" a nível energético que circulam livremente nos corpos mental, emocional e espiritual e seguem para o corpo físico. Daí a influencia de nossos pensamentos e sentimentos para o surgimento das doenças físicas, pois ao cultivamos mágoas, rancor, maus hábitos (no sentido geral), maldade no coração, amargura, julgamento ao próximo, arrogância, materialismo extremo, ambição em excesso...dentre outros milhares de defeitos, provocamos uma redução da velocidade de fluxo da circulação energética e dificultamos seu escoamento ou provocamos seu acumulo nas diversas partes do corpo, que possuem uma sintonia com os mesmos.

Quando não há toxinas e impurezas que bloqueiam o fluxo da circulação energética, o indivíduo encontra-se num estado equilibrado e normal (saúde perfeita). A maioria de nós POSSUI essas toxinas, impurezas, obstáculos e bloqueios que influenciam na circulação energética.

Fica claro que somente tratamentos tradicionais direcionados apenas ao corpo físico, não podem ter uma ação curativa. Sendo as doenças provocadas originalmente em nossos pensamentos e sentimentos, a verdadeira cura tem que se direcionar a esses efeitos primários e isso pode ser feito de várias maneiras: - Desde os tratamentos psicológicos até a utilização de Terapias Energéticas, como: HOMEOPATIA, TERAPIA FLORAL, REIKI, ACUPUNTURA, RESGATE, etc.

Devemos nos conscientizar de que somos responsáveis por tudo o que fazemos e que determinadas atitudes podem mudar radicalmente nossa vida e a vida de milhares de pessoas. O ser humano adoece por ignorar que é responsável pelos seus atos e, conseqüentemente, pelo seu destino.

Um simples pensamento de AMOR UNIVERSAL ou PERDÃO e GRATIDÃO, irá ajudar no processo de limpeza energética, eliminando, aos poucos, aqueles “MIASMAS” e proporcionando SAUDE PERFEITA!!

Acredite: Estamos neste mundo para aprender e evoluir!! Nossa evolução é o melhor remédio contra a dor emocional. O sofrimento existe porque nossa evolução estagnou-se. A estagnação está associada ao nossos apegos a crenças, comportamentos e emoções.

Questione sua visão de mundo e Permita-se ser feliz e saudável!
E lembre-se sempre: Você É O Que Você Pensa!!

Algumas relações entre as doenças, as partes de corpo e sua causa:

Garganta: (fala/expressão/criatividade) As inflamações surgem, quando somos obrigados a “engolir sapos” ou o que tentamos expressar não é compreendido. Devemos expressar, sem medo, nossas opiniões e nos livrar do medo de falar.
Febre: Simboliza o atrito com pessoas próximas. Se a raiva não for exposta a quem se destina ou solucionada da melhor maneira, surgirá a febre.
Pés: (nossa própria compreensão, da vida e das pessoas) Ferimentos e acidentes surgem nos pés quando não estamos certos sobre os caminhos que devemos seguir e a reações imaturas frente a determinados problemas. Não podemos nos deixar influenciar por pressão de pessoas autoritárias e devemos caminhar a nosso tempo sem desistir de nossos planos, nos permitindo amadurecer.
Diabetes: Falta de “doçura” pela vida, devido diversos golpes como, perdas, traições, abandono, nos deixando presos a essas mágoas que estão no passado. Devemos nos espiritualizar, buscando novos caminhos, soltando o que passou e nos permitindo que a felicidade faça-se valer. O Perdão faz parte desta busca.

TAIS SOUZA PIOVEZAN
IRIDOLOGA E TERAPEUTA EM NATUROLOGIA
WWW.IRIDOLOGIAATUAL.COM.BR